terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Como se proteger das pessoas invejosas

A inveja sempre foi uma emoção sutilmente disfarçada em nossa sociedade, assumindo aspectos ignorados pela própria criatura humana.

As atitudes de rivalidade, antagonismos e hostilidade dissimulam muito bem a inveja, ou seja, a própria ¨prepotência da competição¨, que tem como origem todo um séquito de antigas frustrações e fracassos não resolvidos e interiorizados.


O invejoso é inseguro e supersensível, irritadiço e desconfiado, observador minucioso e detetive da via alheia até a exaustão, sempre armado e alerta contra tudo e todos.


Faz o gênero superior, quando em realidade, se sente inferiorizado; por isso quase sempre deixa transparecer um ar de sarcasmo e ironia em seu olhar, para ocultar dos outros seu precário contato com a felicidade.


Eis alguns sintomas interiorizados de inveja que podemos considerar como dissimulados e negados:
-> Perseguições gratuitas e acusações sem lógica ou fantasiadas;
-> Inclinações superlativas à elegância e ao refinamento, com aversão à grosseria;
-> Insatisfação permanente, nunca se contentando com nada;
-> Manifestação de temperamento teatral e pedantismo nas atitudes;
-> Elogios afetados e amores declarados exageradamente;
-> Animação competitiva que leva às raias da agressividade.


O caráter invejoso conduz o indivíduo a uma imitação perpétua à originalidade e criação dos outros e, como consequência lógica, à frustação.


Isso acarreta uma sensação crônica de insatisfação, escassez, imperfeição e perda, além de estimular sempre uma crescente dor moral e prejudicar o crescimento espiritual das almas em evolução.


A inveja é definida como sendo o desejo de possuir e de ser o que os outros são, podendo tornar-se uma atitude crônica na vida de uma criatura.


É uma forma de cobiça, um desgosto em face da constatação da felicidade e superioridade de outrem.


Observar a criatura sendo, tendo, criando e realizando provoca uma espécie de dor no invejoso por ele não ser, não ter, não criar e não realizar.


A inveja leva, por consequência, a maledicência, que tem por base ressaltar os equívocos e difamar; assim é a estratégia do depreciador: ¨Se eu não posso subir, tento rebaixar os outros, assim compenso meu complexo de inferioridade¨.


A inveja nasce quase sempre por nos compararmos constantemente com os outros. Nessa comparação, o homem desconhece o fato de sua singularidade, possuidor de expressões íntimas completamente diferentes das dos outros seres.


É verdade, porém, que possuímos algumas semelhanças e características comuns com outros homens, mas em essência, somos almas criadas em diferentes épocas pelas mãos do Criador e, por isso, passamos por experiências distintas e trazemos na própria intimidade missões peculiares.


Não há nada a nos censurar por apreciarmos os feitos das pessoas e/ou por a eles aspirarmos; o único problema é que não podemos nos comparar e querer tomar como modelo o padrão vivencial do outro.


A inveja e a censura nascem da auto-rejeição que fazemos conosco, justamente por não acreditarmos em nossos potenciais evolutivos e por procurarmos fora de nós as explicações de como deveremos sentir, pensar, falar, fazer e agir, ora dando uma importância desmedida aos outros, ora tentando convencê-los a todo custo de nossas verdades.


Fonte:
As dores da alma by Hammed


Dicas para Proteção contra as pessoas invejosas:
Existem vários cristais e plantas que são protetores e neutralizadores de baixas vibrações ou vibrações negativas.
Em sua casa, logo após a porta de entrada, você poderá montar uma barreira de proteção energética com cristais, como por exemplo, cristal branco, ametista, turmalina negra e ônix. 
As plantas são Espada de São Jorge, Espada de Santa Barbara e Comigo ninguém pode.
Do lado de fora da porta de entrada, um Baguá e um protetor de porta judaico (Mezuza).
Nos cantos, um copo com sal grosso e um ônix.
Um pote com sementes Olho de Boi também são excelentes.
Os cristais devem ser lavados uma vez por semana e as plantas pulverizadas com água todos os dias.






Autor das dicas:
Gilson Carlos Pessanha
MyFreeCopyright.com Registered & Protected













Book & Candle Comments
Obrigado por sua indicação.
Visite e curta a minha página no Facebook
facebook.com/GilsonEletricista

5 comentários:

  1. Se ao menos uma pessoa, em qualquer parte do mundo, tiver sido beneficiada de alguma maneira com minhas dicas, já terá valido todo o esforço e empenho dedicado a este Blog.

    Tenha um dia iluminado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. seus anseios pelo bem estar de todos e compartilhamento de seus conhecimentos são apreciados por mim e por muita gente,tudo de ação que fazemos tem um proposito ,que sirvamos de instrumento da paz e harmonia dos que merecem e dos que a almejam,parabens e obrigado por esse compartilhamento ,,,,,,,,,,Neomar Schaaf Machado,,

      Excluir
    2. Olá Neomar e Adriana,
      Todo conhecimento e informação só têm valia se circularem e beneficiarem o maior número de pessoas.
      Obrigado por sua visita e comentário no Blog.
      Tenha um dia iluminado !

      Excluir
  2. Quando uma pessoa invejosa entra numa casa desprotegida, é comum após sair, que vários defeitos se manifestem, lâmpadas queimem, copos quebrem, vazamentos ocorram, dores de cabeça surjam, plantas comuns sequem, etc...
    Há mais mistérios entre o céu e a terra do que supõe nossa vã filosofia...
    Paz, saúde e prosperidade !

    ResponderExcluir
  3. Esta semana, um pote de vidro (pote de proteção residencial), com água , sal grosso, carvão, enxofre, canfora, olho de boi, cristal, onix e sementes de pimenta, explodiu em vários pedaços.
    A carga negativa absorvida foi muito grande.
    E ainda existem pessoas que não acreditam na proteção dos cristais...
    Tenha um dia iluminado !

    ResponderExcluir