domingo, 2 de dezembro de 2012

O ventilador de teto e a empregada portuguesa

É hora do recreio !

Este é mais um dos contos do Gilson Eletricista.
Eles poderão ser educativos, engraçados, irônicos, bons, ruins, e até chatos.
Você decide.
Boa leitura !


A minha cliente trabalhava no centro da cidade e contava com o auxílio de sua antiga empregada para resolver os afazeres do dia a dia em sua residência.

Maria, a empregada, era quem fazia a faxina, a comida e até mesmo pequenos reparos, como troca de carrapetas, ajuste de fechaduras e dobradiças que estivessem rangindo.

Como sua patroa era adepta da dieta vegetariana, a comida era basicamente composta de alface com alface e suco de alface.

Os temperos básicos eram o azeite, o vinagre e o sal.

Certo dia, antes de sair para o trabalho, a minha cliente, pediu para a Maria me ligar e solicitar uma visita para consertar o ventilador de teto, que estava fazendo ruído ao girar.

A Maria, antes de me ligar, foi até o quarto e ligou o ventilador para escutar o ruído.

Maria pensou: ¨Isto é falta de lubrificação. Não vou chamar o Gilson Eletricista. Eu mesma vou resolver este  pequeno problema¨.

Procurou algum óleo lubrificante para aplicar no ventilador.

Como não achou, resolveu pegar a lata de azeite, que era o que ela aplicava nas dobradiças.

Afastou a cama, que ficava posicionada bem abaixo do ventilador.

Levantou a canopla inferior e colocou algumas gotas do azeite marca Gallo no rolamento superior.

No rolamento inferior, devido a luminária estar na frente, ela não conseguia derramar o azeite.

Botou a cabeça para funcionar, desceu até o bar e pediu um canudo.

Voltou ao local, colocou em um copo dois dedos de azeite, virou o copo na boca e com o auxílio do canudo, soprou o azeite, misturado com saliva no rolamento inferior.

Ligou o ventilador e o ruído sumiu.

Maria, ficou contente, e concluiu:
 ¨Eu sou Portuguesa mas eu sou inteligente¨.

A noite, a patroa, ao se deitar ligou o ventilador como de  costume, o qual ficava em funcionamento a noite toda.

Ao acordar pela manhã, sentiu o cheiro de azeite queimado e viu uma enorme mancha de azeite e ferrugem em seu lençol.

Me ligou, e relatou o acontecido, perguntando o que aconteceu.

Eu disse que faltou tempero: Vinagre e sal...

Comentário pessoal:
Azeite Português Gallo é excelente para saladas.

Para lubrificação em rolamentos em geral, não se usa óleo mineral e muito menos óleo vegetal.

Para esta finalidade se usa Graxa em spray de Lítio, que é densa e só sofre gotejamento a partir da temperatura de 180º.

O pequeno e simples problema virou um prejuízo maior: 
- O ventilador teve de ser substituído por um novo;

- A mancha do lençol não conseguiu ser removida, e o lençol de linho virou pano de chão;

- O custo da mão de obra de uma simples lubrificação, passou para o custo da retirada do antigo ventilador de teto + o custo da instalação de um novo ventilador.

Não quer ler mais ¨Contos do Gilson Eletricista¨ ?
Saiba que existem outros tão ruins ou até piores do que este.
Não vá até a coluna ¨Marcadores¨e não clique em ¨Contos do Gilson Eletricista¨.
Se você ousar fazer o contrário, todos os contos aparecerão em sequência.
Ninguém merece tamanho castigo !






Autor do texto:
Gilson Carlos PessanhaMyFreeCopyright.com Registered & Protected



Inspirational Comments
Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista


Nenhum comentário:

Postar um comentário