domingo, 28 de abril de 2013

O meu chuveiro elétrico passou a dar choque na torneira. O quê fazer ?

Os chuveiros elétricos possuem, além dos dois fios para serem conectados  à rede elétrica, um terceiro fio na cor verde ou verde e amarelo.

Este fio verde é o fio para ser aterrado.

Em muitas residências, o instalador, por não saber onde conectá-lo, deixa este fio solto.

A falta de aterramento, no chuveiro elétrico é muito perigoso, porque se a resistência elétrica ¨queimar¨ (partir), durante o banho, a pessoa ao fechar a água, colocando a mão na torneira, levará um choque elétrico.

Como fazer o aterramento elétrico ?
Nas construções modernas e atuais, todo prédio possui um sistema de aterramento, semelhante ao aterramento de um pára-raios, que consiste em 3 ou mais varas de aço, revestidas de cobre, enterradas no solo e interligadas entre si.

Nas construções antigas, o síndico deverá contratar os serviços especializados de uma firma elétrica credenciada, para realizar o aterramento.

Este é um serviço de custo elevado e muitos síndicos, não conseguem aprovar os orçamentos, quando os mesmos são apresentados para votação em assembléia de condôminos. 

E na minha residência, o quê fazer ?
Se o prédio possui um sistema de aterramento, o fio terra está passando por todos os pontos de tomadas, interruptores e caixas de passagem.

Neste caso, basta conectar o fio dos aparelhos que necessitam de aterramento, neste fio terra.

Se o prédio é antigo e não tem um sistema de aterramento instalado, você poderá contratar um eletricista e fazer um sistema de aterramento individual, ou seja, somente para a sua residência.

Se você mora em uma casa, o aterramento fica mais barato de ser feito, porque o solo está abaixo e ao lado de sua casa.

Também neste caso, é necessário a contratação de um eletricista especializado, neste tipo de serviço.

Um aterramento mal feito é pior do que a falta de aterramento.

E no caso do meu chuveiro não ter um sistema de aterramento ?
Se a tubulação do eletroduto for de ferro, você poderá usá-la como um aterramento estrutural, desde que haja continuidade destas tubulações até a parte inferior da edificação.

Se todos os eletrodutos e tubos de água forem de PVC, você poderá achar um ponto de ferro estrutural (colunas ou vigas) e conectar um fio neste ferro e levá-lo até o ponto do chuveiro, desde que haja continuidade destas ferragens até o solo da edificação.

Nas construções antigas, os eletrodutos embutidos nas lages são de ferro.

Se qualquer dos métodos acima não puderem ser realizados, principalmente pelos custos deste tipo de serviço, o fio terra do chuveiro deverá ser interligado com o Neutro, junto ao aterramento, no Padrão de Entrada da Edificação.

Ou seja, será necessário levar outro cabo com igual seção do condutor Fase, desde o Quadro de Disjuntores até o aterramento localizado no Padrão de Entrada.

Por quê o meu chuveiro elétrico, embora aterrado, alguns anos depois, passou a dar choque na torneira ?
Se o aterramento é individual, será necessário rever o percurso, desde a conexão do fio com a haste de aço enfiada no solo, até o ponto do chuveiro.

Se o aterramento é estrutural, será necessário rever o ponto de conexão do fio com o ferro.

Esta conexão deverá ser protegida com graxa, para evitar que o ferro venha a oxidar e prejudicar a conexão.

Se o aterramento está feito com o Neutro, desfazer esta conexão e trazer um aterramento até este ponto, como os descritos acima.

Nos modelos de chuveiros, que têm um fio rígido por dentro da caixa e outro flexível na parte de trás, existe uma emenda entre os dois fios.

Esta emenda poderá estar sendo feita com um conector ou com um parafuso + porca e arruela de pressão.

Se esta porca ou parafuso afrouxar, o contato entre estes dois fios ficará prejudicado e por tabela a qualidade do aterramento também.

Leia mais sobre os diferentes tipos de aterramentos.

Comentário Pessoal:
Quanto maior o número de impurezas presentes na água, maior a corrente de fuga.

Dê preferência para os chuveiros com resistência blindada e mesmo assim com aterramento e utilização de DR.

Existe algum dispositivo que dê proteção contra choques elétricos ?
Sim. 
Este dispositivo chamasse DR (Dispositivo contra corrente residual) e atualmente sua instalação para novas edificações é obrigatória para as áreas úmidas, como áreas de serviço, cozinhas, banheiros, saunas elétricas, piscinas, etc.

Você poderá contratar um eletricista e fazer a instalação deste dispositivo no ponto de alimentação acima do chuveiro elétrico.

Qualquer fuga de corrente elétrica acima de 30 ma, causará o desarme do DR.

O DR não permite a passagem de um corrente elétrica maior que 30 mA, que não chega a ser um choque perigoso ou fatal para o ser humano ou animais.

Comentário Pessoal:
Já tive dois casos, em que o cliente relatou estar levando choque ao fechar a torneira.

1º caso:
Ao aferir a tensão elétrica com o chuveiro ligado, entre o Neutro e o metal da torneira, encontrei 36 volts.

2º caso:
Ao aferir a tensão elétrica com o chuveiro ligado, entre o Neutro e o metal da torneira, encontrei 1,8 volts.

Causa:
A conexão entre o fio rígido e o fio flexível estava frouxa, dentro do corpo do chuveiro.

Solução:
A conexão foi refeita com terminal de compressão e ambos passaram a não mais causar choque.

Observação:
Por quê as pessoas só levam choque ao fechar a torneira ?

Porque ao abrir a torneira, a pessoa está seca, o piso está seco e os contatos do chuveiro, levam alguns micro-segundos para energizarem os contatos, e a pessoa já afastou a mão.

Ao terminar o banho, a pessoa está molhada, o piso está molhado e a torneira já está eletrificada.


Fio verde na parte superior (flexível). Fio verde na parte inferior (rígido).
Dentro do corpo do chuveiro, emenda frouxa...



Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Friendship Comments & Graphics
Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha