quinta-feira, 11 de julho de 2013

Por quê devo substituir uma antiga luminária por uma moderna ?

Muitas residências instalaram as luminárias há mais de 10 anos e até hoje continuam com as mesmas.

Eventualmente, substituem alguma lâmpada queimada ou trocam os reatores de partida.

Mas, e a qualidade da iluminação, assim com a eficiência energética serão iguais ou melhores que as modernas ?

Vamos comparar, por exemplo, uma luminária redonda antiga x  uma luminária redonda moderna.

Luminária antiga:
- Possui 2 lâmpadas PL de 26w cada + 2 reatores magnéticos com partida rápida.

- A tampa de vidro é difícil de ser retirada.

- O fundo da luminária é fosco ou preto.

- Os reatores apoiados no teto de gesso, transmitem vibração e zumbido no ambiente.

- Os reatores em funcionamento esquentam como se fossem um ferro de passar roupa e aumentam a temperatura no ambiente.

- Estes antigos reatores eletromagnéticos operam na frequência de 60 Hz e isto causa efeito estroboscópico, cintilação e cansa a vista.

Luminária moderna:
- Possui 2 lâmpadas FLC de até 25w cada e os reatores eletrônicos, instalados na base da própria lâmpada, opera na frequência de 35.000 Hz e não causam efeito estroboscópico e nem cintilamento.

- Não causa nenhum mal à visão.

- A tampa de vidro é facil de ser retirada.

- O fundo da luminária é em alumínio polido.

- Não emitem ruídos no ambiente.

- A equivalência, por exemplo, de uma lâmpada FLC de 25w é 100w, ou seja, consome 25w e clareia 100w.

Veja abaixo as fotos comparativas.

A cozinha onde foram feitas as substituições, possuía 4 luminárias antigas.

O novo rendimento foi tão significativo, que a moradora pediu para deixar cada luminária com apenas uma lâmpada FLC de 25w.


 Antiga luminária com 2 lâmpadas PL de 26w cada.


 Cada lâmpada PL necessita de um reator eletromagnético para o funcionamento.

 A emenda com conectores evita o uso de fita isolante.

 Nova luminária, ainda sem a tampa de vidro.

A tampa de vidro possui no centro um circulo fosco para evitar o ofuscamento.
Estas novas luminárias são da Vilela Iluminação e possuem outros tamanhos.



Autor do texto e das fotos:
Gilson Carlos Pessanha
MyFreeCopyright.com Registered & Protected











Witchy Cat Graphics & Comments
Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

Um comentário:

  1. Discordo da troca por alguns motivos:
    - O aumento de temperatura do ambiente é baixa*
    - Dependendo da qualidade dos reatores, o ruído é imperceptível*
    - Prefiro os reatores magnéticos porque são bem mais duráveis.*
    - Apenas a troca da base do lustre resolveria o problema de fundo escurecido
    - Em uso residencial, em que o acendimento é frequente, esses reatores fazem a lâmpada durar mais*
    - A lâmpada PL é MUITO mais barata
    - Esse tipo de lustre diminui a vida útil das lâmpadas FLC, devido a falta de circulação de ar.
    - Acho mais legal o acendimento dessas lâmpadas; acho o acendimento das FLC meio monótona**
    - O reator das FLC não é reaproveitável, gerando desperdício de material eletrônico que poderia ser útil.
    - Existe reator eletrônico para lâmpadas PL, tanto para a de 2 quanto para a de 4 pinos; sendo assim, se preferir, apenas a troca dos reatores resolveria o problema do ruído.

    * Experiência própria
    ** Motivo pessoal

    ResponderExcluir