domingo, 3 de agosto de 2014

Como trocar uma fiação monofásica por uma tri-fásica em uma residência ?

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Este post é para eletricistas iniciantes.

Estas orientações não são para quem não é eletricista, porque trabalhar em um Pc de Luz e no Quadro de Luz, é muito perigoso.

Equipamentos básicos de EPI e ferramentas isoladas serão necessárias.

Quantos fios tem uma instalação monofásica ?
2 fios: 1 Fase (F1) e 1 Neutro.

Quantos fios tem uma instalação bi-fásica ?
3 fios: 2 Fases (F1 e F2) e 1 Neutro.

Quantos fios tem uma instalação tri-fásica ?
4 fios: 3 Fases (F1, F2 e F3) e um Neutro.

Mas se são 2 ou 3 Fases, não seria necessário haver 2 ou 3 Neutros ou um fio Neutro com maior seção ?
A corrente elétrica que vem pelo fio Fase, retornará pelo fio Neutro.

Pela Norma, a seção do fio Neutro deverá ser igual a seção do fio Fase.

As correntes elétricas que percorrem cada uma das Fases, retornará não ao mesmo tempo para o Neutro e sim uma de cada vez e na frequência da rede (50 ou 60Hz).

As 3 Fases são defasadas entre si em 120º.

Para acionamento de motores tri-fásicos, será necessário a utilização de um Fasimentro, que mostrará a correta sequência destas 3 Fases.

Para uma residência comum e popular elas poderão ser instaladas em qualquer ordem.

Dica:
É importante que as cargas elétricas fiquem distribuídas pelas 3 Fases o melhor possível, para que um circuito não apresente queda de tensão, em relação às outras duas e também para que a conta de luz não venha exageradamente alta por este desequilíbrio.

Primeiro passo:
Retirar a tampa do Quadro de Luz, na residência e conferir se ele está em sua posição original ou foi deslocado para outra posição na parede.

Segundo passo:
Localizar qual o eletroduto que vem do Pc de Luz e qual as cores destes fios.

Observar qual a direção de chegada deste eletroduto (por cima, por baixo, pela esquerda ou pela direita).

Terceiro passo:
Procurar onde está localizado o Pc de Luz (térreo, play, andar de cima, andar de baixo, no corredor do mesmo andar, na garagem).

Quarto passo:
Localizar o relógio correspondente ao apartamento e identificar na caixa de passagem a cor dos fios que vem do apartamento (deverão ser as mesmas cores e se não forem isto significará que existem emendas em outras caixas de passagem).

Quinto passo:
Desligar o disjuntor e retirar o fio do borne.

Sexto passo:
Decidir se as novas fiações serão puxadas pelo Pc de Luz ou pelo Quadro de Luz.

Dica:
É sempre melhor puxar para baixo, pois o peso da nova fiação virá mais facilmente.

Dica:
Amarre os novos cabos flexíveis no fio que servirá de guia, da seguinte maneira:

Geralmente o fio que irá sair é antigo e rígido.

Desencape 5 cm e faça uma curva em gancho.

Retire 5 cm das capas dos novos cabos flexíveis.

Para que esta emenda não fique muito volumosa, retire a metade dos fios de cobre de cada um dos novos condutores elétricos.

Enrole por dentro do gancho e torça várias vezes, em direção aos novos cabos.

Do lado do fio rígido, basta apertar bem, utilizando um alicante (não torça).

Se você torcer o cobre ficará enfraquecido e poderá quebrar ao ser tracionado.

Envolva esta emenda com fita isolante, para aumentar a resistência mecânica e para eliminar atritos entre o fio que ainda está dentro do eletroduto e as paredes e curvas.

Aplique vaselina sólida industrial , em volta da emenda e vá passando-a nos cabos a medida que forem entrando no eletroduto.

Estes cabos lubrificados irão facilitar em muito a puxada do outro fio rígido com mais 2 cabos flexíveis.

Comentário pessoal:
Neste caso específico, o Pc de Luz ficava localizado no mesmo andar do apartamento (804).

O eletroduto do Pc seguia em direção ao teto do corredor (lage) e descia verticalmente pela parede em direção ao QDL.

Neste caso, tanto faz puxar de um lado ou do outro, a dificuldade será a mesma.

Porem,
em ambos os lados havia um grande impedimento:

O quadro de Luz foi deslocado para baixo e para a frente e o eletroduto ficou no fundo e com pouco acesso.

No Pc de Luz o eletroduto, estava um pouco para trás e terminando próximo a parede da caixa de passagem.

Decidi cortar um pedaço do eletroduto de ferro, na caixa de passagem, acima do Pc de Luz e puxar os cabos por este lado.

O eletroduto do lado esquerdo é o do apartamento 804


 Utilizando uma Dremel com disco de corte reforçado para cortar o ferro


Liguei a Dremel nesta tomada com garras, nas mesmas fiações do disjuntor



Para tracionar o fio rígido, utilizei um alicate de pressão

E dentro do apartamento 804, no Quadro de Luz...
Observe que a emenda não ficou volumosa.

Para emendar os novos cabos flexíveis de 6mm² com os cabos flexíveis de 6mm² vindos do relógio, utilizei conectores de 16mm²

Para proteção extra contra oxidação por zinabre, apliquei fita isolante e abraçadeiras de nylon na emenda.
Por enquanto, até a mudança do medidor de monofásico para tri-fásico, os cabos foram ligados em paralelo, o que resultou em passar de 4mm² para 12mm², ou seja o monofásico foi reforçado em 3x mais.


Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha         MyFreeCopyright.com Registered & Protected    


Days Of The Week Comments
Viiste e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

Um comentário:

  1. Boa noite Gilson. Preciso instalar dois ar condicionados nos quartos mas não sei se minha instalação está dimensionada para isto. Tenho instalado um B1 (até 12 KW) pela Elektro. Minha carga é: 1 geladeira duplex, 1 forno elétrico grande, 1 banheira, 1 piscina sem aquecimento, 1 chuveiro 7500, 2 chuveiros 4000. Toda minha iluminação é com LED ou fluorescente. Minha dúvida é se passo para um bifásico até 25KW ou parto diretamente para um trifásico. A Elektro me dimensionou um C4 (até 47KW) mas achei exagerado. Qual a melhor estratégia com melhor custo/benefício. Muito obrigado pela sua ajuda. Eduardo

    ResponderExcluir