domingo, 2 de novembro de 2014

Quadro de Luz moderno com menos de 1 ano e com mau contato generalizado

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Tenho cerca de 250 novos posts para serem divulgados, a maioria inéditos e com muitas dicas legais.

Como acontece em todos os anos, ao entrar o mês de Agosto, o calor aumenta e com este aumento o número de chamadas para instalações de ar condicionado, ventiladores de teto e manutenções elétricas em geral dispara.

Este ritmo deverá ir até final de Janeiro de 2015.

Em virtude disto, tenho tido pouco tempo para responder perguntas e fazer postagens.

Procurarei atender a todos os leitores e clientes na medida do possível.

Hoje, 02 de Novembro de 2104, é comemorado o dia dos mortos.

Pensei em visitar o mausoléu, onde se encontram depositadas as cinzas de minha saudosa avó-paterna, mas como ando muito abatido e cansado, os coveiros ao me verem poderiam supor que eu fosse um Walking Dead e iriam querer me enterrar, desisti...

O Quadro de Luz foi modernizado e 1 ano após...
Cliente reformou o apartamento, trocou as antigas fiações elétricas e modernizou o Quadro de Luz.

Um ano após, muitas lâmpadas queimando, muitos eletrodomésticos apresentando funcionamento irregular e defeitos, conta de luz aumentando gradativamente com as mesmas cargas originais.

Ao ver o Quadro de Luz, observei que instalaram disjuntores Din da marca Siemens, a qual é uma excelente marca.


Observei, também, que não instalaram os dispositivos de proteção contra surtos elétricos (DPS) e não instalaram o dispositivo de proteção (DR) contra choques em seres humanos e animais.

Ao retirar a tampa, visualmente, parecia estar bem instalado, embora as cores das fiações não estarem seguindo os atuais padrões de cores:

Neutro: Azul
Terra: Verde e amarelo ou verde
Fase: Preto, Vermelho,  ou Branco

Ao verificar o aperto dos parafusos, confirmei que os parafusos estavam girando uma volta a uma volta e meia.

Por quê os parafusos estavam tão frouxos ?
A Concessionária de Energia Elétrica Light, recomenda que uma vez por ano, os Quadros de Luz sejam abertos, vistoriados e que todas as conexões e parafusos sejam reapertados.

No decorrer de um ano, é normal que os parafusos reapertem 1 mm, mas nunca estas folgas encontradas, sendo o Quadro de Luz novo.

Ao retirar um dos cabinhos flexíveis, localizei o erro.

O instalador, por desconhecimento, estanhou o cobre.




Por quê não se deve estanhar o cobre nas conexões com bornes de disjuntores ?
Nas emendas elétricas que são soldadas, o Estanho com o Chumbo, asseguram uma firme conexão mecânica.

Já nas pontas dos cobres, o Estanho e o Chumbo, são condutores elétricos abaixo do Cobre.

Com o aumento da temperatura do ambiente + o aumento da temperatura da circulação da corrente elétrica nos condutores, o Estanho amolece e o mau contato aparece.



Como devem ser conectados as pontas dos fios e cabos elétricos nos bornes dos disjuntores ?
Ou você coloca o Cobre diretamente ou você crimpa o cobre.

Eu , particularmente, prefiro a segunda opção, pois os terminais proporcionam uma maior área de contato e evitam a quebra dos fios de cobre durante o aperto.





Estes são os disjuntores da parte de cima, com as conexões refeitas com terminais crimpados.


Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha           MyFreeCopyright.com Registered & Protected




Viiste e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

Nenhum comentário:

Postar um comentário