sexta-feira, 15 de maio de 2015

Sala comercial com fiações de pano e querendo ligar tudo ao mesmo tempo

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Antiga cliente, satisfeita com as instalações realizadas em sua residência, há mais de 5 anos e que nunca apresentaram defeito ou mau funcionamento, me contratou para realizar uma ¨Missão impossível¨, em sua sala comercial localizada no centro comercial do Rio de Janeiro - Brasil.

Lá chegando observei que havia uma grande quantidade de caixas de papelão, cheias de papéis e documentos, empilhadas em todos os cantos e em todos os cômodos, inclusive na cozinha e no banheiro.

Qual a reclamação ?
Ela disse que ao ligar o aparelho de microondas, uma grande quantidade de faiscas saia da caixa de luz no teto e caiam sobre os papéis.

Ao ligarem os 2 aparelhos de ar condicionado de janela, a luz diminuía toda vez que eles armavam os compressores.

Ao ligar a cafeteira elétrica, o disjuntor desarmava.

Estava havendo uma constante queima de reatores e lâmpadas fluorescentes.

A sala estava sempre escura.

Os computadores apresentavam queima de placas.

Mais alguma reclamação ?

Não, apenas estas ...

O quê encontrei.
O Quadro de Disjuntores era alimentado por uma única Fase e Neutro (antigo sistema mono-fásico).


A outra sala ao lado, também é alimentada por este Quadro com 1 disjuntor.

              Disjuntor estava quebrado e foi amarrado com fita isolante

As fiações eram revestidas de pano.

Disjuntores mal dimensionados.

Conexões frouxas.

Fui até o PC de Luz, localizado no andar térreo.

Lá só de entrar na sala, já notei o aumento de temperatura no ambiente e um zumbido de baixa frequência.

Chaves elétricas tipo Faca e cartuchos de papelão de 1900 e antigamente.

Este local era um barril de pólvora, preste a explodir.

Este era um caso de interdição e lacramento.

Encontrei o disjuntor unipolar de 1x40A Nema e com fiações rígidas de 4 mm² e capas de PVC.

Aferi a corrente, estando tudo ligado lá na sala (- o microondas e a cafeteira), e encontrei 24A.

Logo os desarmes estavam sendo causados pelas cargas internas da sala ou defeitos nos disjuntores.

O quê propus fazer:
- Trocar as fiações internas por cabos flexíveis anti-chamas e da linha Afumex.

- Trocar as 4 antigas luminárias fluorescentes com 4 lâmpadas de 40W cada e antigos reatores eletromagnéticos por eficientes luminárias com Leds.

- Instalar um novo e moderno Quadro com disjuntores, DPS e DR.

- Criar circuitos elétricos externos, rente aos rodapés para alimentar os computadores e os aparelhos de ar condicionado.

O quê foi aprovado pela chefia:
- Retirar as lâmpadas fluorescentes tubulares de 40W e seus respectivos reatores.

- Aproveitar a calha de aço e instalar 2 spots duplos com Lâmpadas Bulbo Led de 7w.




As calhas serão posteriormente (?) pintadas com tinta esmalte branca brilhosa.

- Substituir os disjuntores com defeito por novos.




- Consertar o centelhamento na caixa de luz do teto na cozinha.

- Criação de circuitos elétricos externos para computadores e 2 ar condicionados.

Quais os resultados obtidos ?
- Com a revisão e troca de disjuntores no Quadro de Luz, a queda de tensão e o desarme dos disjuntores foi resolvido.

- Com a troca da iluminação por Leds, a luminosidade quadruplicou e o consumo diminuiu de 320w para 56w, em cada sala

- Com a eliminação da má conexão dos fios, no teto da cozinha, o faiscamento acabou.

- Com os circuitos elétricos externos, vindos diretamente do Quadro de Luz, os ar condicionados e os computadores passaram a funcionar normalmente.

Por quê as calhas de aço das luminárias não foram retiradas ?
Por que esta mesma sala já teve um principio de incêndio, ano passado e a tinta queimada, por baixo das calhas , não foi removida.

A manutenção terminou.
Recebido o pagamento, a Diretoria perguntou:

Agora posso ligar tudo ao mesmo tempo ?

Não deve, mas pode.

Espere eu descer e sair correndo do prédio...



Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha         MyFreeCopyright.com Registered & Protected



Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

Nenhum comentário:

Postar um comentário