domingo, 16 de agosto de 2015

O Faz Tudo e não faz nada direito queimou 4 resistências elétricas do meu chuveiro











Olá amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Semana passada, nova cliente, indicada pelo próprio Faz Tudo e não faz nada direito, me contratou para descobrir o motivo das queimas sucessivas de 4 resistências elétricas no chuveiro elétrico do banheiro da empregada.

Lá chegando, a cliente relatou que ao ligar para o Faz Tudo e não faz nada direito, que fica sentado lá esquina, ele pediu que ela tirasse uma foto do chuveiro, enviasse por Zap Zap, para que ele já levasse a nova resistência.
  A resistência instalada, queimou após 3 anos de uso.

Ele, o Faz Tudo e não faz nada direito, viu na foto: 4600w x 127 volts.

Comprou e levou.

Pediu para a própria moradora desligar o disjuntor.

Trocou, encheu com água e ligou.

3 minutos após, a água ficou fria.

Abriu e vi que a resistência estava queimada.

Desceu e comprou outra igual.

Trocou, encheu com água e ligou.

3 minutos após, a água ficou fria novamente.

Novamente a resistência havia queimado.

Exclamou que esta série estava com defeito e desceu para comprar outra em outra loja.

Trocou, encheu com água e ligou.

3 minutos após a 3ª resistência, também queimou.

Disse estar desconfiado que a resistência estava com a potência muito forte e que iria deixar o seletor de temperaturas na posição morna ou verão.

Desceu e comprou a 4ª resistência.

Trocou, encheu com água e ligou.

Passados 4 minutos e com a água esquentando tanto que subia uma grande quantidade de vapor, deu por encerrado o serviço.

Recebeu o pagamento + reembolso das 4 resistências e meteu pé...

À noite, a moradora foi tomar o banho e após 10 minutos, a água ficou fria.

Ligou para o Faz Tudo e não faz nada direito e disse que a água estava fria novamente.

Ele disse que não podia fazer mais nada e que isto era tarefa para um eletrotécnico ou engenheiro eletricista.


Subi na escada e confirmei que no corpo do chuveiro estava escrito 127 volts.

Porém ao verificar a tensão com um voltímetro digital Minipa, indicou 220 volts.

Ou seja, algum eletricista, anteriormente, trocou a tensão do circuito do chuveiro para 220 volts e trocou a resistência também para 220 volts.

Só errou em não ter raspado a indicação de 127 volts e não ter afixado uma etiqueta escrita: 220 volts (no chuveiro e no disjuntor do Quadro de Luz).



O Faz tudo e não faz nada direito, errou várias vezes:
Não levou um voltímetro para aferir a tensão (muito provavelmente não tem).

Não foi ele mesmo até o Quadro de disjuntores, desligar o disjuntor do circuito, pois a moradora poderia ter desligado outro e ele levaria choque.

Não confirmou se o circuito foi realmente desenergizado, testando com um voltímetro ou lâmpada de teste.

Se tivesse ido até o Quadro de disjuntores, veria que um disjuntor Bipolar havia sido instalado, o que já indicaria se tratar de um circuito com 220 volts.

Na primeira nova resistência queimada, já era para parar e desistir ou parar e vistoriar, mas sem voltímetro fica difícil.

Resumindo:
É cada um pior do que o outro !!!

E são estes desqualificados que estão espalhados por todas as cidades e esquinas de ruas, que estão tirando o sustento dos verdadeiros e Qualificados Eletricistas Profissionais, que investiram anos de estudos e dinheiro na compra de ferramentas e aparelhos adequados ao exercício desta eletrizante e perigosa atividade.


Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha           MyFreeCopyright.com Registered & Protected



Siga-me no twitter @GilsonEletricis

Nenhum comentário:

Postar um comentário