sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Regras Básicas em caso de incêndio

Olá amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Vou transcrever excelentes dicas para procedimentos em caso de incêndio em um condomínio residencial, publicados na revista LOWNDES report - nº120 - Jan/Fev 2015, que poderão orientar síndicos e moradores em geral.

Regras Básicas em caso de incêndio:
Mantenha sempre à vista o telefone de emergência do Corpo de Bombeiros (193).

Conserve sempre as caixas de incêndios em perfeita condições de uso e somente as utilize em caso de incêndio.

Os extintores devem estar fixados sempre em locais de fácil acesso, devidamente carregados e revisados.
Estes locais devem ter identificação própria que os destaque no ambiente.



Revisar periodicamente toda a instalação elétrica do prédio, incluindo aí a existência de possíveis vazamentos de gases.

Cuidados de acordo com as especificações de cada extintor, como os específicos para líquidos inflamáveis.

Evitar a falta de ventilação.

Manter sem trancas e desobstruídas as portas de halls, elevadores, portas corta-fogo ou outras saídas.

Realizar campanhas para que não fumem em locais proibidos (como elevadores) e tenham cuidado com o descarte de fósforos e pontas de cigarro acessos (não jogá-los pela janela, por exemplo).

Aconselhar para que verifiquem antes de sair de casa ou do trabalho se desligaram todos os aparelhos elétricos.

Desligue o Disjuntor ou chave elétrica geral, em caso de curto-circuito.

Procure impedir a propagação do fogo combatendo as chamas no estágio inicial.
Para isto, utilize o equipamento de combate ao fogo disponível nas áreas comuns da edificação.

Não utilize toalha ou lençóis no combate, que oferecem ainda mais risco de propagação.

Ao primeiro sinal de incêndio, transmita o alarme geral e chame imediatamente o Corpo de Bombeiros, informando a ocorrência, o acesso mais fácil para a chegada ao local e o número de pessoas acidentadas, inclusive nas proximidades.

Evitar aglomerações para não dificultar a ação do socorro e manter a área junto aos hidrantes livres para manobras e estacionamento de viaturas.

Não sendo possível eliminar o fogo, oriente o abandono do edifício rapidamente, pelas escadas.
Ao sair, feche todas as portas atrás de si, sem trancá-las.

Não sendo possível abandonar o edifício pelas escadas, permaneça no pavimento em que se encontrar, aguardando a chegada do Corpo de Bombeiros.

Somente suba ao terraço se o edifício oferecer condições de evacuação pelo alto, ou se a situação o exigir.

Em situações críticas, feche-se no banheiro, mantendo a porta umedecida pelo lado de dentro e vedada com toalha ou papel molhados.

Em condições fumaça intensa cubra o rosto com um lenço molhado e ao sair ande o mais rente possível do piso, para evitar ficar asfixiado.

Em regra geral, uma pessoa cuja roupa pegou fogo procura correr.
Não o faça !

A vítima deve procurar não respirar o calor das chamas.

Para o evitar, dobre os braços sobre o rosto, apertando-os.
Jogue-se ao chão e role, ou envolva-se numa coberta ou num tecido qualquer.

Vendo correr uma pessoa com as roupas em chamas, obrigue-a a jogar-se ao chão e rolar lentamente.

Se puder, envolva o acidentado com um cobertor, lona ou com panos grossos.
Nunca envolva a cabeça da vítima, pois assim você a obriga a respirar gases.






Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

                           Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

Nenhum comentário:

Postar um comentário