quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Dicas sobre chuveiros elétricos.

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Em tempos de águas mais frias, os problemas com chuveiro elétrico, estão por todos os apartamentos e casas.

Beber uma cerveja gelada nesta época ou aquecer uma água que já vem da caixa de água com 30ºC no Verão é fácil.

A grande maioria é a resistência aberta junto aos terminais de Latão.

Mas, em outros casos pode ser disjuntor desarmado ou danificado, cabo Neutro aberto ou cabo Fase aberto, e até mesmo o diafragma rasgado ou contatos internos gastos.

O quê fazer ?
Chamar um eletricista.

Dicas para eletricistas:
- Verificar a Tensão elétrica nos cabos junto ao chuveiro.

- Com uma caneta indutiva localizar o Neutro e a Fase.

- Colocar uma lâmpada de teste em paralelo com os cabos elétricos.

- Se a lâmpada não acender e o Neutro sumir = O neutro está aberto em algum ponto do circuito.

- Se a Lâmpada não acender e a Fase sumir = A Fase está aberta em algum ponto do circuito.

- Se o cliente relatar que ouviu um estouro abafado e o chuveiro deixou de esquentar = emenda estourou dentro de alguma caixa no teto.

- Se a lâmpada acender normalmente com brilho máximo, o defeito estará na resistência aberta (mais comum) ou nos contatos internos gastos.

- Chuveiro elétrico com + de 3 anos de uso, não perca tempo em consertar = trocar por outro novo.

- Andares mais baixos ou andares com alta pressão de água = instalar o redutor de pressão.

- Circuitos elétricos com fiações finas passando por dentro de eletrodutos com grande concentração de outras fiações = Circuito elétrico do chuveiro deverá ser instalado externamente com canaletas ou utilizando outro conduíte menos sobrecarregado.

- Seguir as recomendações do fabricante para o modelo do chuveiro = disjuntor e cabos elétricos adequados.

Exemplo de uma instalação errada e procedimentos errados:
- Chuveiro de 4600w x 127 volts parou de funcionar.

- Não chamou um eletricista.

- Pediu auxílio ao namorado (não é eletricista).

- Sem utilizar nenhum aparelho de medição, condenou a resistência.

- Trocou e não funcionou.

- Sem utilizar nenhum aparelho de medição, condenou o disjuntor.

- Trocou e não funcionou.

Comentários:
- Antiga fiação elétrica de 2,5 mm² no circuito do chuveiro.

- Disjuntor de 40A Nema.

- Eletroduto sem ventilação com 8 fios rígidos de 2,5 mm².

- Se alguma emenda não tivesse estourado, a temperatura interna poderia causar um derretimento nos outros fios e causar um curto-circuito geral ou até mesmo um princípio de incêndio.

- A cliente queria que eu localizasse a emenda estourada e fizesse outra emenda.

- Recusei e deixei orçamento para um novo circuito externo com canaletas e cabos de 6 mm², direto do Quadro de Disjuntores e sem emendas.

Dica:
Quando um eletricista faz um reparo provisório ou inadequado, ele estará assumindo a responsabilidade do que vier a acontecer...


E ao apresentar o orçamento, o cliente pergunta:
Esta instalação vai ser fácil ?

Se fosse Tão fácil, você não me chamaria...


Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935  TIM
WhatsApp: (21) 99312-3847  TIM

                               Autor do texto: Gilson Carlos Pessanha

                                              MyFreeCopyright.com Registered & Protected
                            Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

             Inscreva se no meu canal de vídeos no Youtube Gilson Eletricista

            Deixe seu Like e ative o sininho para ser avisado dos novos vídeos