domingo, 22 de março de 2015

Luminária de Emergência Kian

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Condomínio multi-residencial familiar, após realização da auto-vistoria, teve localizados muitos reparos a serem efetuados, principalmente, na fachada externa.

Internamente nas áreas comuns, as antigas luminárias de emergência, após teste efetuado, foi confirmado que nenhuma delas acendeu, ao ser cortada a alimentação elétrica.

Para quê servem as luminárias de emergência ?
Numa eventual falta de energia elétrica ou apagão, elas proporcionarão de 3 a 6 horas de luz, nas escadas de serviço e dentro dos elevadores.

Como as luminárias de emergência funcionam ?
Possuem uma bateria carregada e ao faltar energia elétrica, acendem os Leds e ao retornar a luz, se apagam.

Quais os problemas encontrados pelos peritos ?
A única coisa que estava funcionando, em todas as luminárias, era o Led indicativo da existência de tensão elétrica.

Ao cortar esta alimentação, nenhuma funcionou.

Baterias chumbo-ácido, completamente danificadas por descarga profunda.

Luminárias de Emergência Kian.
Características Técnicas.
Tipo de lâmpada: 30 Leds SMD.
Autonomia: de 3 a 6 horas.
Potência máxima: 1,5w.
Tipo de bateria: Íons de Lítio 3,7 volts x 1200 mAh.
Alimentação: 127 a 240 volts x 60 Hz automática.
Fluxo luminoso: mínimo com 90 lumens e máximo com 120 lumens.

Sistema de carga:
A luminária de emergência Kian, está equipada com um circuito eletrônico que carrega e controla a carga da bateria interna.

O led vermelho quando aceso mostra que a bateria está em processo de carga ou carregada, permanecendo aceso sempre que hover energia elétrica na rede.

Sistema de supervisão de descarga:
Um circuito supervisiona o nível de  descarga da bateria, quando a luminária estiver sendo usada.

Caso a bateria atinja um nível determinado de descarga, a mesma será desligada automaticamente.

Evita-se assim uma descarga profunda e prejudicial a bateria, prolongando sua vida útil.






Cada caixa vem com um adesivo ¨Saída¨ de brinde.


Aproveitei e coloquei nas portas corta-fogo.



Esta antiga luminária foi instalada de forma incorreta, pois o Led, o botão de teste e a chave seletora ficaram virados para cima e quem está em baixo não consegue visualizar.



A síndica havia instalado cintas de metal em volta das luminárias, porque alguém estava furtando...

Outro importante detalhe, foram as portas de aço Corta-Fogo, localizadas nos andares e que dão acesso às escadas de serviço.

Para quê servem as portas Corta-fogo ?
Como o próprio nome já diz, servem como barreira das chamas de uma ocorrência de incêndio.

Outra importante função é para não deixar a fumaça se espalhar pelas escadas.

Como as portas Corta-fogo funcionam ?
Elas não possuem fechadura e nem maçaneta no lado do corredor.

As pessoas empurram para passar e as dobradiças especiais com molas tornam a fechar, após a pessoa ter passado.

Possuem maçaneta pelo lado das escadas para quem quiser entrar possa puxá-la.

São pesadas e feitas com grossas chapas de aço, para resistirem as altas temperaturas das chamas.

Quais os problemas encontrados pelos peritos ?
Na maioria dos andares, os moradores colocam calços de pedra para mantê-las sempre abertas (falta de conhecimento).

Em vários outros andares, a porta após aberta, não retornava ou não fechava completamente (falta de manutenção).

Falta de sinalização na porta corta-fogo, pelo lado de dentro dos corredores.

Dica:
Se você é síndico de um prédio ou condomínio, estas situações são punidas com pesadas multas, se algum morador fizer uma denúncia junto ao Corpo de Bombeiros da região...


Calço feito com uma pedra.


Porta retornou e não fechou completamente.


Esta mesma fresta vista pelo lado do corredor, possibilitaria a passagem de muita fumaça tóxica.


Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha           MyFreeCopyright.com Registered & Protected



Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

sábado, 21 de março de 2015

Instalações elétricas padrão Gambiarra

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Nas minhas andanças e atendimentos encontro diversas instalações elétricas que certamente não foram realizadas por um eletricista.

São os Zé Faíscas, os Pica Fios, os Zé Ruelas, os Faz Tudo, os Zé porteiros, os Zé Faxineiros, os Zé Curiosos e todos os profissionais de outras áreas, que estão parados e sem serviço...

Geralmente eles ficam por perto de um profissional eletricista em execução de algum trabalho e ao término exclamam:

Dá próxima vez eu mesmo vou fazer esta instalação e vou cobrar 70% mais barato...

Só tem um detalhe, ou melhor muitos detalhes:

- Não dispõe de ferramentas adequadas.

- Não utilizam nenhum equipamento de segurança individual (EPIs).

- Não estudaram e não têm formação técnica.

- Não têm experiência.

- Não conhecem as Normas Técnicas Vigentes.

- Não fornecem recibo.

- Não dão garantia no serviço realizado.

- Correm risco de serem eletroplessados e morrerem.

Muita das vezes o contratante sequer viu de que maneira o serviço foi feito...

Este Post será constantemente atualizado com novas fotos de minha autoria e fotos de autoria de outros eletricistas e servirão de alerta para que sua residência, seus bens e sua família não corram perigo.

Tomada dupla sendo interligada com fios flexíveis finos e desencapados.
O borne da tomada da direita está sem o parafuso de aperto.
As emendas dos fios flexíveis estão frouxas e isoladas com fita durex frouxa.



A ligação de um circuito elétrico para um chuveiro elétrico de 5.500 W x 127 volts foi feita nos fios finos do circuito elétrico de uma lâmpada.


Ao seguir o fio paralelo de 4 mm² (no corpo do chuveiro está especificado:
cabo flexível de 10 mm² e disjuntor de 50A) vi que ele saiu pela fresta da janela e seguiu externamente, exposto ao sol e a chuva, em direção ao outro banheiro, onde foi instalado o chuveiro.
Como a metragem foi mal calculada, fez uma emenda frouxa com fita isolante comum.


Para esticar o fio paralelo, deu uma laçada em volta do tubo de alumínio do aquecedor à gás.
Passou para a parte de dentro do banheiro, pela fresta do basculante da janela de alumínio.

                  Trecho interno sem proteção aos vapores de água.

Em um dia mais frio, a moradora iria fechar a janela e o alumínio iria cortar a capa do fio paralelo, neste momento haveria um curto-circuito ou o que seria pior ainda, a janela e o duto do aquecedor ficariam eletrificados.

Ao terminar o banho e ir abrir a janela, ainda molhada e talvez descalça, ao tocar na alavanca da janela, morreria...



                               Seu Zé, só tem uma tomada funcionado.
                                 Vou dar um jeitinho para a senhora...


Seu Zé, chame um eletricista para trocar esta tomada de 10A por uma de 20A.
Precisa não é só alargar os furos com uma faca que o plugue de 20A entra...


       Seu Zé, a tomada do ar condicionado está com uma cor muito estranha.
        Não se preocupe não, é porque o aparelho tem muita força e esquenta...



O instalador do Split colocou o auto-transformador do lado de fora (exposto ao sol e a chuva) para ele não ficar irradiando calor no quarto...




Para adaptar um bocal de louça (porque comprou o bocal errado), colou 3 pedaços de gilete com super bonder...
Tempos depois, quando a senhorinha foi trocar a lâmpada queimada, cortou a palma da mão e pensou ter levado um choque...


O Seu Zé, não é melhor você refazer a emenda ao invés de fazer outra nova, ao lado da antiga ?
Se a emenda está boa, não se deve mexer é melhor fazer outra nova...



Balconista orientou para não contratar um eletricista e trocar a tomada antiga pela moderna padrão brasileiro.
Basta colocar este adaptador genérico.
O plugue, o adaptador e a tomada derreteram...


O Faz Tudo lá da esquina me vendeu uma extensão para o microondas, que foi feita por ele mesmo.


Venho sentindo um cheiro de queimado, na cozinha, será curto-circuito ?





Não tem fita isolante ?
Vai durex que é tudo a mesma coisa...


Pintor colocou as emendas do lado de fora da caixa e isolou emendas com durex...




Ventilador de teto Latina Lumen com o suporte preso em um lado com fios de cobre finos...
Cadê a furadeira seu Zé ?


                   Mesma residência e o mesmo instalador Zé Mané.

Caixa de luz sem o olhal de ferro, prendeu um lado do suporte com o mesmo fio de cobre fino.

O ventilador estava balançando muito e os fios de cobre estavam sendo partidos pelo constante atrito com o ferro.

Logo uma lateral ficará solta e o ventilador de quase 5 Kg cairá girando no centro da sala e o outro no centro da cama do casal...

Isto não é uma instalação e sim um crime...



Autor do texto: Gilson Carlos Pessanha



             Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

segunda-feira, 16 de março de 2015

Esquema elétrico do controle de parede do ventilador de teto Arno Alívio

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Estou reproduzindo este esquema elétrico do caríssimo controle do ventilador de teto Arno Alívio, que custa quase o preço de um ventilador completo.

Quem tiver habilidades com ferro de soldar e conhecimentos em eletrônica, poderá reparar e substituir os capacitores de poliéster alterados em seu valor capacitivo.

Eu não tenho outros esquemas elétricos e este não é o propósito do Blog.

Como desta vez o fabricante anexou este diagrama, estou repassando.


  


Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha               MyFreeCopyright.com Registered & Protected
                  

Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista

domingo, 15 de março de 2015

Contos do Gilson Eletricista: O João cana-brava e a Turbina Eólica Flutuante

Olá amigos e leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Hoje, dia 15 de Março de 2015, domingo, o povo e a sociedade em geral estão nas ruas de todas as cidades do Brasil, para demonstrar o descontentamento com a corrupção, os perigosos rumos que a política está seguindo e a falta de segurança e investimentos em vários setores da economia e infra-estrutura em geral.

Este é mais um dos contos do Gilson Eletricista.

O João cana-brava e a Turbina Eólica Flutuante.
João cana-brava, um pinguço presente em todos os bares e pé-sujos das cidades e bairros do Rio de Janeiro, estava tomando a sua costumeira cachaça e ouviu uma notícia sendo divulgada pelo rádio:

Pesquisadores lançam a primeira turbina eólica flutuante para gerar energia elétrica com o vento...

Ele não escutou direito  e achou que era uma turbina alcoólica flutuante, capaz de gerar álcool para os alambiques.

Saiu correndo e foi procurar a tal turbina na loja de ferragens mais próxima do bar...

Turbina Eólica Flutuante:
Vamos conhecer um pouco desta mais recente tecnologia para captação da energia dos ventos e transformação em energia elétrica.




Veja o tamanho da turbina em relação ao tamanho do caminhão.

Dá para fornecer energia elétrica para 12 casas.



Comentário Pessoal:
Quem ficou animado em instalar uma destas no terraço de um condomínio, vale lembrar que ela fica flutuando a cerca de 300 metros de altitude e não pode ficar na rota de aviões.

À noite, a vizinhança assustada com as lâmpadas sinalizadoras chamarão a polícia, pensando tratar-se de um enorme UFO...


               Autor do texto: Gilson Carlos Pessanha        MyFreeCopyright.com Registered & Protected



            Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista