domingo, 28 de outubro de 2018

Gilson Eletricista recomenda Pial Plus+

Olá nobres amigos e iluminados leitores do blog do Gilson Eletricista.

Recentemente, vi este lindo vídeo da Legrand, em meu canal de vídeos Gilson Eletricista.

Muito bem realizado e com excelentes lançamentos, entre os quais destaco;

- Carregador para celular por indução (não precisa plugar o carregador convencional com fio).

- Tomadas 4x2 pré moldadas (o eletricista não precisa fazer os jumpers e vem com bornes de engate rápido).

- Lindos interruptores com sinalização em suave luz azul Led.

Assisti este comercial por várias vezes, do início ao fim e resolvi compartilhar neste Blog de dicas.

Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935   TIM


                      Siga me no Google+Gilson Carlos Pessanha

      Inscreva se no meu canal de vídeos no youtube Gilson Eletricista 

Deixe seu Like e ative o sininho para receber aviso por e-mail de novos vídeos. 

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Os amigos do Gilson Eletricista

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson eletricista.

Em quase 99% das residências onde vou executar serviços de eletricidade, lá estão os gatos, os cachorros e outros animais de estimação, alguns estranhos e outros exóticos, tais como papagaio, arara, Jabuti, tartaruga, pato, coelho, cobra, furão, lagarto, hamster, rato, passarinho, calopsita, periquito, etc.

Muitos vem me recepcionar na porta de entrada.
Me acompanham e ficam curiosamente me observando.
Investigam se a minha bolsa de ferramentas contem algum petisco.
Entram na bolsa de ferramentas.
Trazem seus brinquedos para me mostrar.
Me convidam a receber afagos ou para brincar.

Certa vez, um cachorro Pastor Alemão, vinha discreta e silenciosamente e apanhava uma a uma minhas ferramentas e as levava para sua casinha na área de serviço.

Vejam abaixo, algumas fotos dos meus amigos:



Hoje tá muito frio !

Preciso fazer uma dieta !









Ele não está me reconhecendo. Vou fingir que sou uma estátua e continuar vivo...


Já estou terminando minhas instalações e já vou sair da sua área de alimentação...


Esse aí onde vai leva o seu bichinho

Aceita um alpiste ?
Obrigado, prefiro jiló.


Aniversário de 12 anos da minha amiga Capitu
















O Max sempre que algum visitante é anunciado pelo interfone, vai esperá-lo no corredor em frente a porta do elevador.

Quem será que pegou meu alicate ?

                                       Lá vem o Thor me mostrar o seu carrinho.

Esta é a companheira do Thor. Ela não enxerga, mas está sempre atenta.


Esta é a Máfia do Leme e sua brincadeira predileta é rasgar papel.

Fui aceito pela Máfia ...


O eletricista, depois você coloca tudo de volta no lugar.
O único que pode fazer bagunça aqui sou eu ...

Existe alguém mais curioso do que um gato ?
Sim, porteiro de prédio.




O meu território é debaixo desta mesa e ninguém pode se aproximar...


                                                     Catarina em sua caminha...

Luana é a amiga da catarina...






Esta minha amiga fala: ¨mamãe¨ e ¨não¨.

                          Este é o meu posto de observação preferido.

Aqui está tão quentinho.

                                                              Estou te vigiando...


                            Olha a sujeirada que você fez bem no meu cantinho.

Cadê os petiscos ?

Desculpe a curiosidade, mas você está fazendo o quê ?

Mais um aniversário da minha amiga Capitu.


Esta jovem senhora Lila, levou 10 anos para deixar eu fazer este cafuné.





Autor do texto e das fotos:
Gilson Carlos Pessanha
MyFreeCopyright.com Registered & Protected 






Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935  TIM

                           Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

         Inscreva se em meu canal de vídeos no youtube Gilson Eletricista. 

Deixe seu Like e ative o sininho para receber aviso por e-mail de um novo vídeo

domingo, 1 de julho de 2018

Como medir o Fator de Potência em instalações elétricas ?

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

O Fator de Potência mostra a relação entre a defasagem da Corrente em relação a Tensão em um circuito elétrico.

O ideal é que esta defasagem seja a menor possível, ou seja Fator de Potência = 1.

Entretanto somente com cargas exclusivamente resistivas, como por exemplo lâmpadas incandescentes, lâmpadas halogenas, chuveiros elétricos simples, sanduicheiras, grill, saunas elétricas simples e outros, teremos o Fator de Potência = 1.

Atualmente, em uma residência comum, a maioria das cargas elétricas, são indutivas, como motores de ar condicionado, micro-ondas, Tvs, computadores, ventiladores de teto, climatizadores, fornos por indução, chuveiros elétricos com controle eletrônico de temperaturas, Splits, Games, som e lâmpadas eletrônicas e Leds.

Vou anexar neste Post, 2 vídeos: Um meu do Canal Gilson Eletricista e outro do Professor Ronaldo Lima do Canal da Eletricidade, mostrando 2 excelentes Wattímetros da MInipa, que apresenta, inclusive o valor do capacitor para correção do valor de Potência, caso esteja muito afastado do valor ideal = 1.

Este capacitor com valores em Kvar, tem que ser bem calculado.

O Wattímetro mostra o capacitor que irá corrigir em 100% o Fator de Potência baixo, mas este valor não deverá ser utilizado e sim um valor abaixo mais próximo, por que se a rede elétrica se tornar capacitiva, o consumo ao invés de diminuir será aumentado e multado pela Concessionária de sua Região.

Até a presente data, os consumidores do Grupo A, como Industrias,  Fábricas  e grandes consumidores, são cobrados em função da Energia Ativa e Reativa e são multados pelos baixos Fatores de Potência.

Os consumidores do Grupo B, compostos pela maioria da população e residências e pequenos consumidores são cobrados somente pela Energia Aparente e não são multados por baixos Fatores de Potência.

Energia Aparente = Energia Ativa + Energia Reativa

Como a Energia Reativa não é cobrada:

Energia Aparente = Energia Ativa.

O Medidor moderno digital na cor branca e que utiliza um Chip para controlar todas as Energias, Fator de Potência e consumo, com controle total do Consumo lá na Concessionária, está sendo instalado em todas as novas edificações.

Nas antigas edificações, os Medidores Mecânicos, estão sendo substituídos em larga escala.

Em um futuro breve, estes estranhos termos técnicos serão conhecidos por toda a população.

Será muito comum um morador ligar para um eletricista e dizer:

Preciso que você venha instalar um Banco de Capacitores em meu Quadro de Disjuntores, para diminuir a cobrança da Potência Reativa + multa por baixo Fator de Potência...

Os eletricistas, os fabricantes de Wattímetros, os fabricantes de Capacitores e os fabricantes de caixas de aço para alojar estes Capacitores, ficarão ricos !





Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935   TIM

                              Autor do texto: Gilson Carlos Pessanha


                          Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha


            Inscreva se no meu canal de vídeos no youtube Gilson Eletricista


 Deixe seu Like e ative o sininho para receber aviso por e-mail de novos vídeos.

terça-feira, 1 de maio de 2018

É seguro passar perto de um posto de gasolina durante o abastecimento ?

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Você já passou perto de um posto de gasolina, quando um caminhão tanque está fazendo o abastecimento de combustível ?

O cheiro de gasolina se espalha ao redor.

No local aonde está instalado um posto de gasolina, não existe uma edificação acima.

E mesmo quando este posto é retirado deste local, uma nova edificação só poderá ser construída após 10 anos, para que o solo consiga eliminar todos os vapores de combustível.

Não se deve fumar perto destes locais e muito menos neste momento de reabastecimento.

Outro dia vi na internet, um caminhão, que no momento desta recarga, começou a se mover, porque o motorista não puxou o freio de mão.

A mangueira foi arrancada do encaixe e o combustível se espalhou pelo piso.

Outra grande preocupação é a geração de uma centelha, por eletricidade estática acumulada no caminhão durante o deslocamento.

E para evitar isto, antes de começar o reabastecimento, a estrutura de metal do caminhão deverá ser equipotencializada ao aterramento do posto, para que a estática seja desviada para o solo.

Eu, por minha vez, e temente à Deus, passo longe...

Assistam à este excelente vídeo aula do Canal Universidade da Elétrica.

Vou até passar a compartilhar outras aulas em próximos Posts.




Os acidentes e as falhas humanas podem acontecer à qualquer momento...




Gilson Eletricista
Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935   TIM

                           Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

           Inscreva se no meu canal de vídeos no youtube Gilson Eletricista

Deixe seu Like e ative o sininho para receber aviso por e-mail de novos vídeos.

Lei do silêncio: Garanta o seu direito ao descanso


Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Apesar de não ser o principal problema dos condomínios brasileiros, o excesso de barulho figura em posição de destaque, fruto da falta de educação (no sentido literal da palavra), da falta de fiscalização e da dificuldade de punição.

Em termos de legislação, cabe a cada estado estabelecer as regras a serem seguidas por seus moradores por meio de uma lei.

Na falta de lei específica, o recurso superior é o artigo 225 da Constituição Federal, que trata do Meio Ambiente e da qualidade de vida das pessoas.

No caso de condomínios, há ainda outra opção: a regulamentação própria por meio do Regimento Interno e da Convenção.

Por meio desses instrumentos os próprios  condôminos podem definir como se devem comportar os moradores e os poderes  do síndico para coibir os abusos, normalmente por meio de aplicação de multas.


Imagem relacionada


Como proceder ?
A primeira coisa que o condômino importunado pelo barulho deve fazer é solicitar ao morador causador do barulho que diminua ou evite gerar o ruído ( pode ser som de festa, furadeira no meio da noite, mudanças de móveis em horário impróprio, pingos de ar condicionado na janela ou na cobertura de outro ar condicionado, etc.).

Se possível, antes mesmo de falar com o morador, grave em vídeo o som alto e filme algo que mostre o horário em que está acontecendo (programa de Tv ou rádio que fale ou mostre o dia e a hora, por exemplo.

Não havendo sucesso, deve-se solicitar apoio ao síndico e registrar no Livro de Ocorrências (outra prova).

É importante lembrar que o síndico tem poder bastante limitado, portanto não adianta esbravejar com ele.

O que se espera é que ele fale com o morador e, não havendo sucesso, aplique a punição prevista na Convenção ou Regimento Interno do Condomínio.

A multa é outra boa prova para se levar à Justiça, caso necessário.

Se assim mesmo o problema não for resolvido e o barulho retornar a ocorrer, deve-se juntar as provas (gravações em vídeo do barulho em dias diferentes, cópias de multas, cópias dos registros no Livro de Ocorrências do Condomínio e outros) e entrar com processo contra o morador causador do barulho.

Esse procedimento pode ser feito tanto pelo condômino importunado como pelo condomínio.

Por questões de boa convivência (se é que pode falar nisso quando se chega a tal ponto), é recomendado que seja aberto pelo condomínio.

Para agilizar, é recomendado que se utilize o Juizado Especial Cível, antigo ¨Pequenas Causas¨, que não exige advogado para causas de até 20 salários mínimos e resolve a questão em prazos inferiores a 6 meses, via de regra.

Se o condômino entrar com a ação, o foco será a ¨Ação de Fazer¨, obrigando que o morador pare com a geração dos barulhos.

Se for o morador importunado, pode solicitar indenização por danos morais, além da ¨Ação de Fazer¨.

É importante salientar que a Justiça costuma tender mais para o lado do reclamante, quando este já tiver tentado outras formas de resolver o problema.

Por isso é importante gerar provas ao longo de toda tentativa para que, caso seja necessário ir à Justiça, seja possível provar as várias tentativas e a recorrência do barulho.

Exemplo de sucesso em uma ação na Justiça sobre o assunto é o acórdão nº 497101, 20090710155050ACJ, Relator Asiel Henrique, 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal, julgado em 29/03/2011, DJ 15/04/2011 p.223, que pode ser acessado pelo site http://www.tjdft.jus.br, consulta de jurisprudência, pelo número do acórdão.

Nesse processo, destaco o seguinte trecho da ementa: ¨O uso de imóvel residencial, com a produção de ruídos excessivos a horas variadas do dia e da noite, seja pelo deslocamento de móveis, seja pela fala e cantoria, de modo a perturbar a paz e o  sossego, são capazes de ensejar pertubação de ordem psíquica e emocional e autorizam indenização por danos morais¨, cuja conclusão gerou uma indenização de R$2.000,00.

Assim, recorrer à Justiça é uma boa opção quando as tentativas extrajudiciais não forem suficientes.

Fontes:
www.cadernosindico.com.br
www.dgabc.com.br















Gilson Eletricista

Flamengo - Rio de Janeiro - Brasil
WhatsApp: (21) 99925-7935  TIM




Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

Inscreva se no meu canal de vídeos no youtube Gilson Eletricista

Deixe seu Like e ative o sininho para receber aviso por e-mail de novos vídeos.