terça-feira, 25 de outubro de 2011

Luminária de emergência

Olá amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Este post de 2011, continua valendo apenas para as antigas luminárias de emergência com lâmpadas fluorescentes, FLC, ou antigas Led, que utilizavam baterias de chumbo ácido.

Atualmente (2015) nas modernas e eficientes luminárias de emergência, você instala e pluga na tomada e o circuito interno eletrônico fará a supervisão do estado da bateria, protegendo contra excesso de carga e descarga profunda por ultrapassar o tempo de funcionamento em caso de apagão.

Dica:
Ao instalar a luminária de emergência não corte o plugue para ligar fio com fio, pois isto cancelará a Garantia do fabricante.

Funcionamento:
A luminária de emergência normalmente permanece apagada.

Ela só acende quando acontece uma falta de luz ou apagão.

Ela possui uma bateria interna recarregável.



Tipos:
Existem basicamente 2 tipos: as que utilizam 02 lâmpadas fluorescentes de 10w com autonomia de 02 até 04 horas (antigas e fora de linha) e as que utilizam leds com autonomia de 08 até 12 horas (modernas).


Utilização:
A utilização em residências é opcional e proporciona comodidade aos moradores, quando instaladas em banheiros e cozinhas.

Entretanto, nos ambientes coletivos, como por exemplo nos condomínios residenciais e comerciais, a utilização é obrigatória, segundo a NBR-10898 da ABNT, a Legislação Municipal e Normas do Corpo de Bombeiros, em escadas de serviço, portas de emergência, elevadores, teatros, cinemas, casas de espetáculos, restaurantes, etc.

Observação:
Quando ocorre um incêndio em um prédio, a luz geral é desligada e todos devem utilizar as escadas de serviço.

Se alguém ficar preso no elevador, enquanto aguarda o resgate, pelo menos não ficará no escuro.

Todo condomínio deverá ter as luminárias de emergência instaladas e funcionando.

A falta ou o não funcionamento, é passível de elevada multa.

Caso algum morador venha a cair nas escadas e se machucar por estar no escuro, poderá acionar judicialmente o condomínio por danos físicos + tratamento médico-hospitalar + transportes + aluguel de equipamentos médicos + despesas com médicos, acompanhantes, fisioterapia, etc.


Manutenção:
As que utilizam lâmpadas fluorescentes: eventuais troca de lâmpadas, circuitos inversores e baterias.

As que utilizam leds: não requerem manutenção.


Testes e recargas:
Como todo equipamento de segurança, deverá ser testado a cada 06 meses.

A recarga da bateria interna, deverá ser feita de 03 em 03 meses, caso não haja falta de luz.

Se houver falta de luz, no dia seguinte deverá ser feita a recarga da bateria por 24 horas.


Procedimentos para testes:
Poderá ser feito manualmente em cada uma, pressionando o botão de teste.

Caso a luminária não disponha o  botão de teste, retire o plugue da tomada ou desligue o disjuntor do circuito correspondente. 
Em todos os casos as luminárias deverão acender.
Caso não acendam, providenciar o reparo ou a substituição o mais rápido possível.


Procedimentos para recarga da bateria interna:
Muitas pessoas, por falta de informação do vendedor ou instalador, acham que pelo fato das luminárias de emergência estarem plugadas na tomada, elas mesmas se auto-carregarão (exceção para as atuais e modernas Led).

A recarga deverá ser feita manualmente em cada luminária, colocando-se a chave seletora na posição central. Nesta posição ela deverá permanecer por 24 horas. Após este tempo de recarga, a chave seletora deverá voltar para uma das posições de mais luz ou menos luz.


Danos causados à bateria interna:
Não carregar a bateria 4 vezes ao ano, por 24 horas;

Nunca carregar a bateria;

Após ocorrer um apagão, não efetuar a recarga;

Carregar a bateria por mais de 48 horas.

Obeservações:
Nos casos acima, o dano costuma ser permanente.

O custo de uma nova bateria não compensa o reparo. A luminária deverá ser trocada.






A posição da fixação das luminárias de emergência, deverá ser o mais alto possível, para evitar que alguma pessoa mexa na chave seletora e para evitar o furto, em locais de grande circulação de pessoas.


Maiores detalhes técnicos:
www.foxlux.com.br
www.lumiledbrasil.com.br
www.kian.com.br



  Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha              MyFreeCopyright.com Registered & Protected


Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

24 comentários:

  1. Se ao menos uma pessoa, em qualquer parte do mundo, tiver sido beneficiada de alguma maneira com minhas dicas, já terá valido todo o esforço e empenho dedicado a este Blog.

    Tenha um dia iluminado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://ministerioebenezerbp.blogspot.com.br/ otimo blog

      Excluir
    2. Olá Ministério Ebenezer,
      Obrigado por sua visita no Blog.
      Tenha um dia iluminado !

      Excluir
    3. pode te certeza q ajudo e muito pois minha duvda era sobre a bateria reserva eu realmente achei q carregava
      porem aprendi isso hoje
      muito obrigado
      Otimos post!

      Excluir
    4. Olá Mu Online,
      Obrigado por sua visita e comentários no Blog.
      Tenha um dia iluminado !

      Excluir
  2. Ahn sim! Eu estou indicando o seu blog no que estou construindo! Estou reformando meu apê e vamos colocar luminária de emergencia sobre a porta da cozinha...vale a referencia!

    Obrigada!

    segue o meu blog http://umdianoape.blogspot.com.br/2012/04/reforma-da-cozinha-durante.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela Araujo e Moises Richard,
      Obrigado por sua visita e comentários no Blog.
      Tenha um dia iluminado !

      Excluir
  3. Parabéns pela iniciativa. Ajudou-me bastante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá MAIS UM DIA,
      Este é o principal objetivo do Blog.
      Obrigado por sua visita e comentário.
      Tenha um dia iluminado !

      Excluir
  4. Bom dia Gilson, tenho uma lampada de emergência em minha casa, mas tenho reparado que ela acaba ligando sozinha num intervalo de aproximadamente 5 minutos e permanecendo ligada por uns 40 segundos, durante todo o dia sem que tenha havido queda de energia. Isso é um defeito? tem como solucionar isso? até porque entendo que se assim continuar, terei um consumo maior de energia elétrica, aguardo retorno, agradecida!

    ResponderExcluir
  5. Olá Adriana Engler,
    antes de classificarmos como defeito será necessário verificar a conexão do plugue com a tomada.
    Se a tomada for antiga e o plugue for do atual Padrão Brasileiro, a má conexão será inevitável.
    Observe isto.
    Tenha um dia iluminado !

    ResponderExcluir
  6. Olá Adriana Engler,
    antes de classificarmos como defeito será necessário verificar a conexão do plugue com a tomada.
    Se a tomada for antiga e o plugue for do atual Padrão Brasileiro, a má conexão será inevitável.
    Observe isto.
    Tenha um dia iluminado !

    ResponderExcluir
  7. Olá Gilson tudo bem?
    Muito bacana seu blog, parabéns.
    Peço uma orientação.
    Moro em um condominio e o furto de luzes de emergência é constante, gostaria de saber se há alguma proteção, grade, gaiolinha, choque elétrico, etc que possamos instalar para que cessem os roubos?
    Gratidao

    ResponderExcluir
  8. Olá Gilson tudo bem?
    Muito bacana seu blog, parabéns.
    Peço uma orientação.
    Moro em um condominio e o furto de luzes de emergência é constante, gostaria de saber se há alguma proteção, grade, gaiolinha, choque elétrico, etc que possamos instalar para que cessem os roubos?
    Gratidao

    ResponderExcluir
  9. Olá Helga,
    Em outro condomínio residencial estava acontecendo esta ocorrência.
    Sindica mandou colocar cintas de aço perfurafadas em volta de cada luminária.
    Após aparafusada a cabeça dos parafusos foram esmerilhadas.
    Mandou instalar domes de câmera com câmera falsa e colocou avisos : você está sendo filmado.
    lamento informar mas estes furtos são realizados pelos próprios moradores e filhos viciados em drogas.
    Polícia tecnica poderá colher impressões digitais deixadas no local e identificar os autores.
    Estas luminárias poderão serem gravadas e poderão serem identificadas instaladas nas unidades.
    Isto é roubo e a própria polícia poderá dar maiores orientações.
    Tenha um dia iluminado !

    ResponderExcluir
  10. Olá Helga,
    Em outro condomínio residencial estava acontecendo esta ocorrência.
    Sindica mandou colocar cintas de aço perfurafadas em volta de cada luminária.
    Após aparafusada a cabeça dos parafusos foram esmerilhadas.
    Mandou instalar domes de câmera com câmera falsa e colocou avisos : você está sendo filmado.
    lamento informar mas estes furtos são realizados pelos próprios moradores e filhos viciados em drogas.
    Polícia tecnica poderá colher impressões digitais deixadas no local e identificar os autores.
    Estas luminárias poderão serem gravadas e poderão serem identificadas instaladas nas unidades.
    Isto é roubo e a própria polícia poderá dar maiores orientações.
    Tenha um dia iluminado !

    ResponderExcluir
  11. Olá Gilson, gostei muito do Blog porque tenho 5 lâmpadas sem funcionar em casa e sempre achei que eram marcas ruins.Na verdade percebi que eu inutilizei minhas lâmpadas por deixar na tomada carregando direto (por mais de 48 hr) mas nos condôminos não ficam ligadas direto? Me ajude por favor.

    ResponderExcluir
  12. Tenho uma na cozinha, assim que comprei, segui todos os procedimentos, após o término do carregamento apertei o botão teste e funcionou, também desliguei o disjuntor e ela funcionou, porém algumas semana depois a energia acabou e ela não ligou. Não sei qual o problema, ela não quer mais acender quando acaba a energia mas ainda acende quando aperto o botão teste.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Para o carregamento a chave seletora deverá permanecer na posição central.
    Após o término do carregamento esta mesma chave deverá passar para uma das posições de luz mais fraca ou luz mais forte.
    Se isto foi feito e não acende ao retirar o plugue da tomada ou desligar o disjuntor deste circuito, signifiva que ela está com defeito.
    Caso esteja no período de garantia solicite a troca ou reparo.

    ResponderExcluir
  14. Onde posso comprar lâmpadas fluorescentes para lâmpadas de emergência antigas. Tenho uma com duas lâmpadas e ambas queimaram e não conisgo encontrar para ccomprar. Este Blog é uma bênção, já tinha virado a Internet e não encontrava nenhum local para me informar. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Neuza,
      estas antigas fluorescentes de 8w ou 10w não são mais comercializadas.
      Terá de comprar uma atual luminária de emergência com Leds.

      Excluir
  15. Oi Gilson.

    As luzes de emergência de meu condomīnio ficam apenas 1 hora ligadas quando ocorre falta de energia, apös isto ela vai e volta constantemente. Tenho como aumentar para mais horas?

    Abraço

    Dionísio.

    ResponderExcluir
  16. Olá Edu,
    As luminárias de emergência, necessitam de uma descarga total e em seguida de uma recarga, de 6 em 6 meses.
    Verificar no manual o número máximo de tempo de recarga.
    Se forem luminárias Leds, o tempo de luz será de 2 horas (luz forte) ou 4 horas (luz mais fraca).

    ResponderExcluir
  17. BOA TARDE SR. GILSON,
    TEREMOS QUE TROCAR TODAS AS LUMINÁRIAS ANTIGAS FLUORESCENTES NO NOSSO CONDOMÍNIO. GOSTARIA DE COLOCAR A MELHOR E MAIS DURÁVEL. O SR. PODERIA INDICAR A MARCA, DE 30 LEDS 6500K? SEU BLOG É UMA "MÃO NA RODA" PRA NÓS SÍNDICOS. GRATA.

    ResponderExcluir