segunda-feira, 14 de maio de 2012

Conceitos de iluminação para sua residência

Temperatura de cor:
Descreve a cor da luz, sua tonalidade medida em Kelvin (K).

Luz quente:
de aparência amarelada, tem a temperatura de cor igual ou inferior a 3000K.
Luz fria:
de aparência branco-azulada, com temperatura de cor a partir de 5000K.
A cor ¨branca luz do dia¨é semelhante à luz emitida pelo sol ao meio dia, e possui 6000K.

Luz amarelada (2700K a 3000K):
Indicada para ambientes aconchegantes e tranquilos, como quartos, salas de estar, sala de jantar e jardim de inverno.

Luz branco-azulada (5000K a 6500K):
Indicada para ambientes onde se pretende estimular a concentração.
Dá a sensação de ambiente clean e frio.
Recomendada para banheiros, cozinhas, áreas de serviço e salas de leitura.

É importante saber que a cor da luz nada tem a ver com a quantidade de luz emitida pela lâmpada.

Uma lâmpada de luz fria não é necessariamente mais potente que uma de luz quente.

Por transmitirem sensações distintas, elas são recomendadas para ambientes diferentes.

Índice de Reprodução de Cor (IRC):
Representa o quanto cada tipo de lâmpada reproduz fielmente as cores quando comparadas à luz do sol.

Por exemplo:
um objeto exposto a diferentes lâmpadas é percebido visualmente em tonalidades diferentes.

Essa variação está relacionada com a capacidade da lâmpada de refletir as cores dos objetos.

A escala de reprodução de cores varia de 0 a 100.

As lâmpadas halógenas possuem IRC= 100, como o sol.
As lâmpadas fluorescentes compactas (FLC) possuem IRC= 80.

Em um ambiente residencial, prefira lâmpadas com boa reprodução de cores para valorizar móveis, espaços e objetos de decoração.

Ofuscamento:
É causado pela incidência de luz nos olhos, obtida através do posicionamento da luz diretamente sobre o campo de visão ou indiretamente através do reflexo da luz.

Evite a instalação de luminárias pendentes em frente a espelhos e luz dirigida sobre sofás e poltronas.

Não utilize lâmpadas transparentes em luminárias onde elas fiquem expostas.
Utilize as lâmpadas leitosas.

Facho de Luz:
Lâmpadas halógenas possuem diferentes ângulos de abertura, e devem ser escolhidas conforme a distância a ser iluminada ou de acordo com os efeitos que você deseja obter.

Selecione o ângulo correto tomando como base a distância entre o objeto a ser iluminado e a lâmpada.

Quanto maior o ângulo de abertura, maior o facho de luz e a área iluminada.
No entanto, menor a sua intensidade.

Quanto menor o ângulo, mais fechado será o facho, ou seja, mais intenso.
Ideal quando a luminária está muito distante do objeto a ser iluminado.
Por exemplo:
Um quadro, uma obra de arte, uma escultura.

Efeitos de Sombra e Luz:
Para criar um ambiente sofisticado, trabalhe o contraste de luz e sombra.

As lâmpadas halógenas são uma boa opção para criar um clima de maior sofisticação.

Você seleciona o que quer valorizar, desviando a atenção para objetos ou a arquitetura.

Já quando você precisa de ambientes que exijam concentração, opte pela iluminação homogênea e uniforme, que pode ser obtida com lâmpadas fluorescentes compactas ou tubulares.

Observação:
Tudo o que foi dito acima para as lâmpadas halógenas, é válido também para as modernas e super econômicas lâmpadas com LEDS.

Fonte:
www.osram.com.br









Dark Thanks For The Add Comments

Nenhum comentário:

Postar um comentário