sábado, 4 de agosto de 2012

Artrose: Alertas e dicas

Mulheres, principalmente as que têm excesso de peso, precisam tomar 
cuidado com a artrose, uma doença que ataca as articulações e inibe o movimento.

Depois das doenças cardíacas, o reumatismo é uma das principais causas de afastamento do trabalho por invalidez.

Existem mais de 200 tipos de reumatismo, mas o mais frequente é a artrose, que apresenta maior incidência em mulheres, principalmente as obesas, afirma o reumatologista Hélio Crohmal, especialista pela Sociedade Brasileira de Reumatologia.

A principal causa da artrose é a perda da cartilagem protetora das articulações, que ocorre devido a um defeito biológico, transmitido geneticamente.

Segundo Crohmal, a artrose atinge principalmente a coluna vertebral, joelhos, quadris e mãos e a doença começa a manifestar-se a partir dos 50 anos.

Aqueles pacientes que têm história de artrose na família devem fazer uma dieta balanceada, evitando a obesidade.
Esta é uma forma de evitar a sobrecarga de peso nas articulações, prevenindo a artrose.

Refeições nutricionalmente balanceadas, ingeridas regularmente, beneficiam a saúde e a tonicidade muscular, acrescenta Crohmal.

De acordo com o reumatologista, não há uma dieta específica para artrose.
Ele faz questão de lembrar, entretanto, que quem tem história de artrose na família deve evitar o sedentarismo e o excesso de peso.

Existem os anti-reumáticos, a ginástica médica para aumentar a mobilidade da articulação e fortalecer a musculatura e ainda a fisioterapia, explica o especialista.

A cirurgia nos casos de artrose só é indicada como último recurso, quando não há perda total da articulação.

Os sintomas da doença surgem devagar.
A pessoa sente a sensação de arranhar na articulação, uma dor manhosa e dificuldade de caminhar.
De acordo com a gravidade da doença esses sintomas se tornam mais ou menos intensos.

Dicas para quem sofre da doença:
- Não forçar desnecessariamente as articulações afetadas;

- Fazer a fisioterapia seriamente, com disciplina e força de vontade;

- Respeitar seus limites, mantendo o máximo de independência e produtividade;

- Evitar posições incorretas e movimentos bruscos;

- Não se fixar na doença. Procurar levar uma vida normal;

- Não interromper o tratamento;

- Procurar manter o controle emocional. Nos casos crônicos, são frequentes as alterações emocionais, como a tendência a ficar deprimido;

- Não aceite sugestões de outras pessoas para trocar os medicamentos prescritos pelo médico;

- Fazer equilíbrio entre repouso e exercícios.

Fontes:
Pró Reumático
Reumatologista Dr. Hélio Crohmal
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 861 - sala 201 - Rio de Janeiro - Brasil
Tel: 021 22560388

Comentário pessoal:
Tenho um amigo, que após implantar uma prótese na articulação do quadril, foi orientado a seguir indicações semelhantes as descritas acima.
Como não seguiu e não segue, o sobrepeso já desgastou o encaixe da prótese no osso.
Uma cirurgia que teria uma durabilidade de mais de 25 anos, está tendo de ser refeita a cada cinco anos, com próteses cada vez maiores e de fabricação alemã, que são as melhores e também as mais caras  ...






Sexy Thanks For The Add Comments
Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista



Nenhum comentário:

Postar um comentário