quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Estou aposentado. E agora o quê fazer ?

Aqui no Brasil é cada vez maior o número de pessoas que atingem o tempo de   serviço e idade mínima para poderem se aposentar.


Porém quando chega a tão sonhada data, muitos por não terem mais que trabalhar, não terem tarefas a serem realizadas,  filhos para criar, etc., passam a sofrer de depressão.

Antes parecia que um dia de 24 horas só tinha 10 ou menos horas, porque não havia tempo suficiente para realizar todos os compromissos trabalhistas e pessoais.

Agora, já aposentado, o dia parece ter 48 horas e as horas se arrastam numa angustiante lentidão.

Quando em seus primeiros dias de aposentadoria, acordam sobressaltado olhando o relógio despertador e pulam da cama preocupados em chegar atrasado ao trabalho.

Mas logo se acalmam, ao se lembrarem que não têm mais horários a cumprir, e voltam a dormir...

Cansado de tanto dormir, resolve se levantar e tomar o café da manhã.
Café da manhã ? Já são 15:00 horas.

Começa a andar pelo seu apartamento e olhar as paredes.
Esta é uma característica de todo aposentado. Ficar olhando as paredes de cima a baixo.

Cansado de olhar as paredes de seu apartamento, resolve descer para a portaria do prédio ou para o jardim, sentasse e passa a olhar as paredes externas.

Após este minucioso exame estrutural, sobe e volta a dormir...

Comentário pessoal:
Tenho um amigo de infância, que recentemente se aposentou da Embratel, e está seguindo esta mesma rotina descrita acima, com o agravante de que só fala em morte, doença, remédios, que está velho e acabado e coisas deste tipo.

Em casa, só anda de pijama ou de cueca.

Dizem os porteiros, que ele ás vezes vai até o supermercado de pijama e já foi visto na praia de cueca.

Passou a falar sozinho e está descuidando da aparência pessoal.
Acho que está surtando ou com sério processo depressivo...

Para que este quadro não evolua, vou dar algumas sugestões  para todos aqueles que se encontrem nas mesmas condições.

Sugestões Radicais:
- Pratique alpinismo;

- Entre numa academia de lutas e desafie o lutador Anderson Silva ( O Aranha) para uma luta de vale-tudo;

- Visite o Jardim Zoológico e entre na jaula dos leões para cutucá-los com vara curta;

- Aliste-se na Legião Estrangeira;

- Faça voos de asa delta, sem o paraquedas;

- Faça um passeio noturno nas comunidades do Rio de Janeiro.

Sugestões Interativas e sociais:
- Entre para uma academia de Dança de Salão, aprenda a dançar e faça novas amizades;

- Cadastre-se como voluntário e visite hospitais infantis, creches, asilos, centros de tratamento do câncer. Isto vai te dar um novo sentido de vida.

- Adote um animal de estimação, de preferência um cachorro. Você terá um amigo pelo resto de sua vida. Cuidar do animal e levá-lo para passear te dará um novo objetivo de vida.

- Aprenda uma nova profissão. Nunca é tarde para aprender.

- Viaje pelo Brasil e pelo mundo a fora. Conheça novos lugares, novos costumes e tradições.

- Vá a teatros, cinemas, shows, exposições culturais. Saia de casa.

- Entre para uma academia de ginástica. Pratique exercícios aeróbicos e musculação.

- Siga uma dieta balanceada.

- Leia bons livros. Mantenha a mente ativa.

- Promova encontros com seus ex-amigos de trabalho. Não descuide da sua aparência e higiene pessoal.

- Relembrar o passado é bom, mas viva o presente com um olhar no futuro.

- Não faça do seu pijama o seu traje costumeiro e diário, muito menos a cueca...  

Observação:
Gostaria que os leitores deste Blog ou aposentados veteranos, ajudassem com seus exemplos de vida, este meu amigo a superar e se adequar a esta nova fase de sua vida.




Autor do texto:
Gilson Carlos Pessanha
MyFreeCopyright.com Registered & Protected







Blessed Be Comments
Visite e curta a minha página no Facebook
facebook.com/GilsonEletricista

2 comentários:

  1. Muito boas as sugestões. As radicais: hilariantes, as interativas e sociais inteligentes. Li e gostei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adhair Ricci Junior,
      Talvez você irá gostar (ou odiar) os 17 contos do Gilson Eletricista.
      Dentre eles, procuro chamar a atenção dos leitores para os portadores do TOC, com o conto: ¨O Eletricista e o estranho jogo de xadrez ¨.

      http://dicasdogilsoneletricista.blogspot.com.br/2012/11/o-eletricista-e-o-estranho-jogo-de_28.html

      Tenha um dia iluminado !

      Excluir