quarta-feira, 29 de julho de 2015

Dicas para trocar antigas fiações elétricas.

Olá amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Fiações elétricas de 20, 30, ou mais anos de vida deverão ser substituídas por modernos cabos elétricos flexíveis, anti-chama e até anti-fumaça.

Mas como proceder a troca ?
Normalmente você deverá emendar o novo cabo a ser tracionado no antigo fio rígido e puxá-lo, trazendo o novo.

Estou puxando e os fios não se mexem. O quê Fazer ?
Neste caso vou te dar algumas dicas, reunidas em meus 35 anos de eletricista residencial.

Estas dicas, ninguém ensina, porque são as que farão você ter sucesso, onde outros fracassaram e não conseguiram...

1ª Dica:
Utilizando uma guia com alma de aço, passe bastante vaselina sólida na ponta e introduza de um lado e do outro várias vezes.

Esta vaselina vai sendo empurrada pela ponta da guia, para dentro do eletroduto ou conduíte.

2ª Dica:
Se a tubulação vem por um trecho horizontal na laje e desce pela parede lateral de alvenaria, em direção a um interruptor ou tomada, enfie a guia até a mesma bater no conduíte amassado ou esmagado no canto.

Marque com uma fita isolante e retire a guia, por baixo, estique esta medida na mesma direção do conduíte e você terá determinado onde está está a curva.

Agora é método Português.

Marreta e talhadeira ou ponteira.

3ª Dica:
Em uma edificação residencial multi-familiar, as caixas de passagem estão situadas de 3 em 3 andares.

Ao chegar no 1º andar, vindo de cima, você tem uma descida vertical para o teto da garagem, um trecho horizontal com mais de 20 metros e outra descida vertical na caixa de passagem do PC de Luz.

Ou seja, a tubulação faz o formato de um S.

Você vai pegar duas garrafas de vaselina líquida de 500 ml cada e com ajuda de um funil, despejará na tubulação vertical de descida no 1ºandar.

Espere uns 15 minutos e você verá a vaselina pingar no eletroduto lá na caixa de passagem no PC.

Coloque folhas de jornal velho para aparar estes pingos.

Agora com toda a extensão interna do eletroduto, devidamente lubrificada, faça uma excelente e segura emenda do cabo novo no cabo antigo.

E para facilitar ainda mais, aplique fita isolante em volta da emenda e aplique vaselina sólida no novo cabo.

Com ajudante é mais rápido, mas já fiz várias vezes sozinho do 19º andar até o térreo.

Se você não conseguiu localizar qual o tubo, lá na caixa de passagem no PC de Luz, ao pingar a vaselina ele estará localizado.

4ª Dica:
Para eletrodutos com curvas em S e depois descida em L, você alem de lubrificar como no passo anterior, devido ao grande número de cantos, ficará muito pesado e difícil, puxar o cabo antigo rígido e com a capa ressecada e dura, trazendo ainda o peso do novo cabo.

Neste caso, puxe o antigo fio, trazendo 2 finos arames de aço zincado BWG 20.





Com estes finos arames de aço, com resistência mecânica, muito superior ao do cobre, você tracionará os novos e flexíveis cabos.

2 para cada fio.

5ª Dica:
Evite comprar cabos genéricos e com capas volumosas e cobre com pouco refilamento.

No fabricante Prysmian, o cobre é multi refilado com fios de cobre da finura de um fio de cabelo e com isto a flexibilidade nas curvas será de grande valia.

6ª Dica:
Jamais utilize detergente de limpeza para lubrificar cabos e fios elétricos.

Estes detergentes possuem água e componentes ácidos e corrosivos em sua composição.

Já cansei de ver eletricistas (?), técnicos em telefonia (?), e instaladores de Tv a cabo (?), pedindo ao cliente e /ou fazendo uso de detergente.

A tubulação de ferro será oxidada e após alguns anos, quando for necessário alguma troca, tudo estará preso pela ferrugem.

Por coincidência ou fatalidade, o mesmo que utilizou o detergente estará xingando a mãe do que jogou detergente...

7ª Dica:
Para tracionar os cabos antigos, utilize um alicate de pressão envolvido em pano ou luva.

Cuidado ao tracionar os arames de aço.

Se eles correrem na mão, mesmo com luva, cortarão até o osso...

8ª Dica:
Puxar sempre de cima para baixo.

O peso ajuda a descer os cabos.

Certa vez, um eletricista, resolveu puxar 4 cabos de 16mm² + Terra, de baixo para cima, em uma tubulação de 2,5¨.

Lá em baixo, ele guiava os 4 rolos de cabo e lá em cima, o ajudante puxava.

Cado rolo pesando em torno de 15 Kg.

O andar era o 19º.

Quando ele começou a puxa o peso era de um passarinho.

No primeiro andar = um gato.

No segundo andar = um pittibul

No terceiro andar = 5 galinhas.

No 4º andar = Um bezerro.

No 5º andar = minha sogra.

No 9 andar = minha sogra + o Caperoto agarrado ao pesocoço dela.

Quando chegou na metade, ele não aguentou mais puxar e também não aguentou segurar o peso.

Largou.

Os cabos desceram como cobras enfurecidas.

E como em toda situação ruim, sempre será possível piorar ainda mais, esqueceram de colocar a luva na rosca do eletroduto e todos os cabos tiveram as capas rasgadas...

É melhor trazer um de cada vez, de cima para baixo e efetuar o travamento lá em cima...



Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha       MyFreeCopyright.com Registered & Protected



Visite e curta a minha página no facebook.com/GilsonEletricista


Nenhum comentário:

Postar um comentário