segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Contos do Gilson Eletricista: A vingança das formigas

Olá nobres amigos e iluminados leitores do Blog do Gilson Eletricista.

Este é mais um dos terríveis e chatos Contos do Gilson Eletricista.

Compartilhe e envie para seu inimigo, cunhado ou sogra.

Eles merecem tamanho castigo.

A vingança das formigas.
O estudante Marcelo Carvalho, Eletricidade industrial do SENAI, percebeu que o número de formigas estava cada vez maior, em sua casa.
Formiga Do Trabalhador, Macro, Inseto, Montado, Besouro

Era formiga no açucareiro, na mesa, no sapato, nas paredes, em todos os lugares.

Resolveu atacar o formigueiro com uma antiga receita para exterminar formigas.

Misturou ácido bórico (vendido em farmácias) com açúcar e colocou em diversos pontos da casa.

As formigas que tinham como missão achar e recolher alimentos para o formigueiro, começaram a levar o açúcar envenenado para alimentar toda a colonia e a formiga Rainha.

A devastação foi quase total.

A Rainha, acompanhada e protegida pelas formigas soldados, bateu em retirada.

Mas antes, escolheu duas formigas voluntárias, para atacar o eletricista Marcelo Carvalho e sua família.

Ele deveria ser prejudicado ao tomar banho quente.

Ao chegar em casa, foi tomar um relaxante e quente banho.

Abriu a torneira do chuveiro elétrico Advanced Turbo, o qual possui um pressurizador para aumentar o volume de água em andares com pouca pressão de água.

A água saiu bem fraca e fria.

O pressurizador não ligou.

Como já estava nu e todo ensaboado, terminou o banho com poucos pingos e frios.

Oh Glória !!!

E no outro dia, entrou em contato comigo, pedindo alguma orientação sobre o defeito.

Orientei que, provavelmente, um dos fios do pressostato deveria ter soltado ou o próprio compressor estava queimado.

Eu, particularmente, não perco meu tempo consertando chuveiros.

Tempo é dinheiro !

Troco por outro novo e deixo o retirado para ser levado na assistência técnica autorizada desvendar o mistério.





Abrindo um parentese para ilustrar meu procedimento:

Minha sogra estava pintando os cabelos (?) e ao abrir a torneira o chuveiro não esquentou.

Ligou para mim e pediu (mandou).

Venha rápido, pois só tenho 10 minutos para lavar os cabelos e retirar a tinta.

Se você demorar meus cabelos vão cair...

E o pau de macarrão também irá cair nas suas costas...

Eu lá vou querer saber se o defeito é na resistência, na chave seletora ou no pressurizador ?

Passei na loja e levei um novo.

Troquei e escapei com vida...

Mas voltando ao conto, o eletricista, desmontou o chuveiro, localizou o pressostato e retirou o mesmo e colocou o multímetro (ohmímetro) em paralelo com os contatos e soprou com a boca.

O diafragma se deslocou mas os contatos estavam abertos (sem condução).

Logo o defeito estava localizado: O pressostato estava com defeito.

Como só iria poder ir até a loja mais próxima no dia seguinte, resolveu desmontar o pressostato para examinar.

E qual não foi a surpresa ao encontrar duas pequenas formigas mortas, isolando um dos contatos do pressostato...

Retirou os insetos e o pressurizador voltou a funcionar normalmente.

Comentário pessoal:
Imagine se a minha sogra iria ficar 3 dias esperando uma solução técnica mais precisa do motivo do chuveiro não esquentar...



Autor do texto e das fotos: Gilson Carlos Pessanha     MyFreeCopyright.com Registered & Protected

Autor da solução do problema: Eletricista Marcelo Carvalho


Siga me no Google+ Gilson Carlos Pessanha

Nenhum comentário:

Postar um comentário